Image Image Image Image Image

Novidades - Paisagismo Sorocaba

20

jul

Paisagismo ecológico

Projetos paisagísticos visam à adequação do ambiente externo ao uso proposto.  É claro que esta adequação deve levar em consideração as necessidades humanas, mas não podemos nos esquecer das necessidades ambientais. Um jardim é um espaço propício para intervenções ecológicas e sustentáveis. E isto é bem mais simples do que parece.

Há uma série de medidas que podemos tomar para contribuir com o meio ambiente. Entre outras, além de captação de água de chuva, cultivo orgânico, compostagem, uso de materiais recicláveis, de evitar impermeabilizar o solo desnecessariamente e optar por pavimentações permeáveis sempre que possível, podemos escolher plantas nativas regionais para habitar nossos jardins.

Quando fazemos esta escolha, estamos evitando introduzir espécies exóticas que venham causar impactos negativos em nossas matas, competindo com as nativas. Além disto, a vegetação nativa desempenha funções ambientais que outras plantas não podem desempenhar.

A natureza, como a conhecemos, é fruto do desenvolvimento conjunto (ao longo de milênios) entre as inúmeras espécies que habitam cada recanto deste planeta. Todos os seres que habitam determinada região estão intimamente conectados uns aos outros, não somente por cadeias alimentares, mas também por relações de simbiose e mutualismo que permitem a coexistência de todos em cada ecossistema.

Estamos longe de conhecer todas as leis que regem a Natureza, mas sabemos que elas existem e que precisam ser respeitadas.

Em poucas décadas a humanidade povoou a Terra com tamanha rapidez e tamanho egocentrismo, que grande parte do planeta foi devastado e irremediavelmente transformado. Não temos como voltar atrás, mas podemos amenizar este estrago através dos nossos jardins, sejam eles grandes ou pequeninos.

O uso de espécies nativas, através de abrigo e alimento, dá suporte a outras formas de vida. Quintais, jardins públicos e fazendas, povoados com plantas nativas, funcionam como corredores ecológicos essenciais para que os genes da nossa fauna e flora transitem entre nossas matas conservando a nossa biodiversidade.

É assim que eu, como paisagista, procuro interferir positivamente no meio ambiente.
Seja você também um agente propagador desta ideia: Plante NATIVAS!

Bel Harris

TEXTO PUBLICADO NO BLOG

 http://arvoresbrasileiras.grupoaleixo.com/projetos-paisagisticos/

19

jul

Ipê-rosa

Azul e rosa… Adoro!

Talvez por causa dos ipês que nesta época se despem de sua folhagem e florescem colorindo o céu azul com suas flores cor-de-rosa.

Árvore esbelta muito plantada em jardins e calçadas. Ótima escolha! É resistente, pouco exigente e boa produtora de mel e néctar para abelhas e beija-flores. Ah!, os periquitos e maritacas também adoram suas flores. E o tapete que se estende pelo chão à medida que suas flores caem? Lindo!

15

jul

Presença amiga

Atenção: você sabia que em sua casa você pode ter hóspedes valorosos sem mesmo se dar conta disto? Atenção para aqueles cantinhos escondidos, troncos de árvores, muros com pequenos buraquinhos…

As jataís são pequeninas abelhas sem ferrão nativas do Brasil. Elas se adaptaram bem ao nosso estilo de vida e convivem conosco de forma discreta. Sem que ao menos suspeitemos, são elas muitas vezes as responsáveis pela polinização em nossos jardins, hortas e pomares.

08

jul

FRIO … Época de planejar seu jardim!

Assim, quando a primavera chegar, você estará pronto para por mãos à obra!

Um bom paisagista poderá te ajudar.
A fase mais importante do desenvolvimento de um projeto paisagístico é a seleção das espécies vegetais. Nesta fase, é importante considerar os fatores ecológicos relacionados a cada uma delas. Todos já ouviram falar que o Brasil é um país riquíssimo em biodiversidade.
Isto quer dizer que aqui existe uma diversidade muito grande de formas de vida – animais e vegetais. Todas elas interdependentes, ou seja, plantas precisam de animais e animais precisam de plantas. Cada região tem a sua flora e fauna que se desenvolveram juntas ao longo de milênios, o que fez com que muitas espécies se tornassem interdependentes. Se uma se torna ausente, a outra não sobrevive.

Então, quando escolhemos uma planta para o nosso jardim, esta pode estar contribuindo com a preservação da biodiversidade, pois pode oferecer alimento e abrigo para pequenos animais que visitam nossos jardins.
Há muitas espécies em risco de extinção. Destas, as abelhas nativas (sem ferrão) têm causado muita apreensão, pois são elas, através da polinização, as responsáveis pela perpetuação da nossa flora e também pela produção agrícola.

Faça do seu jardim um espaço que contribua com a conservação da biodiversidade.

Para mais detalhes, entre em contato e peça um orçamento:

Bel Harris (15)98126-4554.

Foto da autora: Uma Euglossini em Flor de Ruellia simplex

24

fev

Abelhas Nativas

As abelhas nativas sem ferrão são de extrema importância para a perpetuação das nossas florestas e para a produção de alimento devido ao seu papel fundamental na polinização das flores.
A meliponicultura pode contribuir com o aumento das populações destas abelhas e, ao mesmo tempo, nos fornecer mel saboroso ou até mesmo medicinal.
Clique para conhecer um pouco sobre os diferentes tipos de mel das abelhas nativas: http://globoplay.globo.com/V/4825021

07

jan

Paisagista Bel Harris e os jardins com plantas nativas.

Bel Harris, www.jardinsnativos.com.br, bióloga paisagista dedicada à conservação do meio ambiente através do desenvolvimento de projetos paisagísticos com espécies vegetais nativas, nos conta um pouco mais de seu trabalho que, a nosso ver, é mais que trabalho, é uma missão! Read more…

02

dez

Aplicativo Mapeia Árvores Brasileiras

A ferramenta foi desenvolvida pelo viveiro Viva Floresta e tem como intuito incentivar o plantio e monitoramento de espécies de árvores nativas dos biomas brasileiros. Através do aplicativo, que será lançado oficialmente em breve, qualquer pessoa pode registrar o local, a espécie e a situação das árvores. Read more…